quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Kamchatka


Este é um dos filmes mais bonitos que vi até hoje: Kamchatka.
Passa-se em 1976, quando a Argentina cai numa ditadura militar que persegue e mata quem se opõe ao regime.
Mas, para mim, trata, essencialmente, do amor incondicional que os pais sentem pelos filhos e tudo o que estão dispostos a fazer e os riscos que estão dispostos a correr, por eles. Por conseguir manter a família unida até ser possível. É uma prova e uma lição de amor inesquecível!
É um filme lindo, cheio de ternura que me fez ficar com os olhos cheios de lágrimas em várias passagens. Mas a parte final é comovente e muito, muito intensa. Transportou-me para a realidade e fez-me chorar. Muito. Compulsivamente.
É, sem dúvida, um filme para ver. E para recomendar aos amigos.
Eu já fiz a minha parte!

1 comentário:

Mãe da malta disse...

E eu já estou tentada.

bj para os mascarados lindos!