segunda-feira, 3 de novembro de 2008

:(

Estupidamente triste e desanimada é como me sinto hoje.
De manhã, quando abri o blog e escrevi o post anterior, prometi que hoje, e nos próximos tempos, não escrevia mais.
Mas, depois de uma manhã atribulada com uma reunião chata pelo meio, dei uma grande caminhada pelo Chiado e, não sei porquê, resolvi escrever como me sinto hoje.

Os meus últimos tempos não têm sido, de todo, fáceis: a mudança de funções, o cansaço acumulado dos últimos 2 anos; a tentativa de refazer a vida e juntar os pedacinhos todos para que nada fique para trás; o treino intensivo no ginásio; a gestão da família e dos seus problemas; a minha própria gestão daquilo que sinto por determinadas pessoas; a solidão; o peso da responsabilidade...

Alegrias, claro que tive. Muitas. Os meus rapazes em primeiro lugar, sempre! a darem-me alegrias diárias e eternas; o ter conhecido a pessoa com quem, a seguir aos meninos, me dá mais prazer em estar; momentos bons e inesquecíveis em família; os livros que li, os textos que escrevi, os filmes, as músicas, as amizades, os concertos a que assisti, tantas coisas...

Mas hoje, nada me consola! Nada me anima. Não sei o que me apetece. Sinto-me mal. Estou mal disposta. Cansada. Desanimada. Com vontade de baixar os braços. E sem vontade de fingir!

7 comentários:

Graça disse...

Mas nao vais baixar os braços, pois não? Oh pra mim a fazer cara feia :p

Há dias assim, mas passa :) sabes que passa :)

Bj grande *****

Mamã e Tesourinhos disse...

Há dias que realmente nem deviam de existir, mas felizmente são só dias!
Logo logo em casa quando estiveres com os teus meninos, vai-te passar!
Fica bem.
Bjs.

shu disse...

:(

Abracinho apertadinho...

Celina disse...

Há dias assim...mas não adianta que nos digam para nos animar-mos...vai com o tempo...Força.
Beijocas!!

Luis disse...

não te vas a baixo, isto a vida são dois dias e um já passou.

Mãe da malta disse...

Um grande beijinho. Há dias tramados, pá.

Beijinho daqui até aí.

Paula C. disse...

Ânimo!!!
Amanhã é um outro dia, e melhores dias virão, vais ver!
Beijinhos,
Paula